Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O TIMO - A CHAVE DA ENERGIA VITAL



NO MEIO DO PEITO, BEM ATRÁS DO OSSO NO QUAL TOCAMOS QUANDO DIZEMOS "EU", FICA UMA PEQUENA GLÂNDULA CHAMADA TIMO. SEU NOME EM GREGO ”THYMUS” SIGNIFICA ENERGIA VITAL.


O TIMO CONTINUA A SER DESCONHECIDO. ELE CRESCE QUANDO FICAMOS CONTENTES, ENCOLHE PELA METADE QUANDO ESTRESSAMOS E AINDA MAIS QUANDO ADOECEMOS OU COM A MORTE.


A MEDICINA DURANTE MUITOS ANOS SÓ CONHECIA O TIMO ATRAVÉS DA AUTÓPSIA E ELE SEMPRE ESTAVA ATROFIADO. ACREDITAVA-SE QUE ELE PARAVA DE CRESCER NA ADOLESCÊNCIA E QUANDO VISTO NO SEU TAMANHO NORMAL NO ADULTO, FORTE DOSE DE MEDICAMENTOS ERA IMPOSTA, TEMENDO-SE AS CONSEQÜÊNCIAS DO SEU TAMANHO.


MAIS TARDE A CIÊNCIA DEMONSTRA QUE MESMO ENCOLHENDO APÓS A INFÂNCIA, CONTINUA TOTALMENTE ATIVO; É UM DOS PILARES DO SISTEMA IMUNOLÓGICO, JUNTO COM AS GLÂNDULAS ADRENAIS E A ESPINHA DORSAL E ESTÁ DIRETAMENTE LIGADO AOS SENTIDOS, À CONSCIÊNCIA E À LINGUAGEM.


COMO UMA CENTRAL TELEFÔNICA POR ONDE PASSAM TODAS AS LIGAÇÕES, ELE FAZ CONEXÕES PARA FORA E PARA DENTRO. SE FORMOS INVADIDOS POR MICRÓBIOS OU TOXINAS, REAGE PRODUZINDO CÉLULAS DE DEFESA. É MUITO SENSÍVEL A IMAGENS, CORES, LUZES, CHEIROS, SABORES, GESTOS, TOQUES, SONS, PALAVRAS E PENSAMENTOS. AMOR E ÓDIO O AFETAM PROFUNDAMENTE. IDÉIAS NEGATIVAS TÊM MAIS PODER SOBRE ELE DO QUE VÍRUS OU BACTÉRIAS.


JÁ QUE TAIS SENTIMENTOS NÃO EXISTEM EM FORMA CONCRETA, O TIMO FICA TENTANDO REAGIR E ENFRAQUECE, ABRINDO BRECHAS PARA SINTOMAS DE BAIXA IMUNIDADE, COMO A HERPES. EM COMPENSAÇÃO, IDÉIAS POSITIVAS CONSEGUEM DELE UMA ATIVAÇÃO GERAL EM TODOS OS PODERES, LEMBRANDO A FÉ QUE REMOVE MONTANHAS.


O TESTE DO PENSAMENTO


UM TESTE SIMPLES PODE DEMONSTRAR ESSA CONEXÃO:


FECHE OS DEDOS POLEGAR E INDICADOR NA POSIÇÃO DE O.K.; APERTE COM FORÇA E PEÇA PARA ALGUÉM TENTAR ABRÍ-LOS ENQUANTO VOCÊ PENSA "ESTOU FELIZ!". DEPOIS, REPITA PENSANDO “ESTOU INFELIZ!". A MAIORIA DAS PESSOAS CONSERVA A FORÇA NOS DEDOS COM A IDÉIA FELIZ E ENFRAQUECE QUANDO PENSA INFELIZ. (SUBSTITUA OS PENSAMENTOS POR UMA BELA SOPA DE LEGUMES OU UM LINDO SORVETE DE CHOCOLATE PARA VER O QUE ACONTECE...)


ESSE MESMO TESTE SERVE PARA LIDAR COM SITUAÇÕES BEM MAIS COMPLEXAS.

POR EXEMPLO, QUANDO O MÉDICO PRECISA DE UM DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL, SEU PACIENTE TEM SINTOMAS NO FÍGADO QUE TANTO PODEM SIGNIFICAR CÂNCER QUANTO ABCESSOS CAUSADOS POR AMEBAS. USANDO LÂMINAS COM AMOSTRAS, OU MESMO REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DE UMA E OUTRA HIPÓTESE, TESTA A FORÇA MUSCULAR DO PACIENTE QUANDO EM CONTATO COM ELAS E CHEGA AO RESULTADO.


AS REAÇÕES SÃO CONSIDERADAS RESPOSTAS DO TIMO E O MÉTODO, QUE TEM SIDO DEMONSTRADO EM CONGRESSOS CIENTÍFICOS AO REDOR DO MUNDO, JÁ É ENSINADO NA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) A MÉDICOS ACUPUNTURISTAS.


O TIMO FICA ENCOSTADINHO NO CORAÇÃO, QUE ACABA GANHANDO TODOS OS CRÉDITOS EM RELAÇÃO A SENTIMENTOS, EMOÇÕES, DECISÕES E ESTADO DE ESPÍRITO. "FIQUEI DE CORAÇÃO APERTADO", POR EXEMPLO, REVELA UMA SITUAÇÃO REAL DO TIMO QUE SÓ POR REFLEXO, ENVOLVE O CORAÇÃO. O PRÓPRIO CHAKRA CARDÍACO, FONTE ENERGÉTICA DE UNIÃO E COMPAIXÃO, TEM MAIS A VER COM O TIMO DO QUE COM O CORAÇÃO.


VOCÊ PODE EXERCITAR O TIMO PARA AUMENTAR SUA FUNÇÃO DE BEM-ESTAR E FELICIDADE. COMO? PELA MANHÃ AO LEVANTAR OU À NOITE ANTES DE DORMIR:


A) FIQUE EM PÉ, JOELHOS LEVEMENTE DOBRADOS. A DISTÂNCIA ENTRE OS PÉS DEVE SER A MESMA DOS OMBROS. COLOQUE O PESO DO CORPO SOBRE OS DEDOS E NÃO SOBRE OS CALCANHARES E MANTENHA A MUSCULATURA RELAXADA.


B) FECHE UMA DAS MÃOS E COMECE A DAR PANCADINHAS CONTÍNUAS COM OS NÓS DOS DEDOS NO CENTRO DO PEITO, MARCANDO O RITMO ASSIM: UMA PANCADINHA FORTE E DUAS FRACAS.


C) CONTINUE ENTRE 3 A 5 MINUTOS, RESPIRANDO CALMAMENTE ENQUANTO OBSERVA A VIBRAÇÃO PRODUZIDA EM TODA CAIXA TORÁXICA.


O EXERCÍCIO ATRAI SANGUE E ENERGIA PARA O TIMO, FAZENDO CRESCER A VITALIDADE E BENEFICIANDO TAMBÉM OS PULMÕES, CORAÇÃO, BRÔNQUIOS E GARGANTA. VOCÊ ESTARÁ ENCHENDO O PEITO DE ALGO QUE JÁ ERA SEU E SÓ ESTAVA ESPERANDO UM OLHAR DE RECONHECIMENTO PARA SE TRANSFORMAR EM CORAGEM, CALMA, NUTRIÇÃO EMOCIONAL E ENERGIA ESPIRITUAL.
(Página de Cromo Caio)

NUTRIÇÃO - 12 Alimentos que seguram a FOME...

Veja a seguir uma lista de alimentos, para cada período do dia, que tiram sua fome por um bom tempo.

Café da manhã
Abacaxi
“Comer uma fatia de abacaxi no café da manhã me deixa sem fome até o almoço”, diz Carmem Lima, 32 anos, de São Paulo. Por que funciona: rico em fibras, o abacaxi mantém o estômago ocupado na digestão por mais tempo, o que segura a fome. Também tem várias vitaminas e minerais importantes para o equilíbrio geral do organismo. E um corpo saudável corre menos risco de cair na armadilha da gula.

Aveia
“Mingau de aveia faz a gente quase esquecer a comida no resto do dia”, conta Rosana Meirelles, 49 anos, do Rio de Janeiro. Por que funciona: as fibras da aveia se expandem no estômago. Depois, são transformadas numa espécie de gel resistente à digestão, prolongando a saciedade. Se preferir, polvilhe o cereal nas frutas ou no iogurte. 

Pão integral
“Ele estica muito mais a sensação de saciedade que o pão branco”, garante Maria Toniolo, 35 anos, de São Paulo. Por que funciona: além de deixar você satisfeita com menos comida – por causa das fibras dos grãos –, pães e massas integrais têm o poder de manter os níveis de açúcar no sangue mais equilibrados, evitando que a fome volte logo.

Ovo
“Comer ovo de manhã é batata: a fome fica menor nas outras refeições!”, diz Eliane Duarte, 36 anos, do Rio de Janeiro. Por que funciona: o ovo é fonte de proteína – nutriente que tem uma estrutura molecular complexa, exigindo uma digestão lenta. Por isso, deixa você sem fome por um bom tempo.

Queijo branco
“No meu café não falta queijo branco. Senão chego esfomeada ao almoço”, diz Elisabeth Duarte, 48 anos, do Rio de Janeiro. Por que funciona: como o ovo, o queijo tem proteína e, por isso, sacia bem a fome.

Almoço
Arroz integral
“Quando estou com muita fome, troco o arroz branco pelo integral. Preenche o estômago mais rápido”, conta Amanda Rodrigues, 25 anos, do Rio de Janeiro. Por que funciona: esse tipo de arroz, que vem com a casquinha, leva mais tempo para ser digerido do que o branco. E enquanto o estômago está cheio, você não pensa em comida.

Farelo de trigo
“Misturo farelo de trigo na massa ou no arroz. Funciona bem contra os exageros”, diz Graziela Belles, 25 anos, do Rio Grande do Sul. Por que funciona: ótima ideia! Juntar o farelo de trigo a outros alimentos aumenta o volume – dá impressão de ter uma porção mais generosa no prato. Além disso, o farelo reduz o índice glicêmico da massa e do arroz, e IG baixo é garantia de apetite tranquilo.

Abóbora
“A abóbora é minha aliada contra a balança! Me ajudou a perder 8 quilos”, diz Daniela Amaral, 25 anos, do Rio Grande do Sul. Por que funciona: tem fibra de monte e poucas calorias (tem só 33 calorias por 100 gramas), por isso, você pode comer bastante sem medo de engordar. Não é à toa que faz sucesso na turma do regime. Pode ser assada ou cozida, doce ou salgada.

Cenoura
“Além de folhas verdes, como bastante cenoura na salada. Mastigar esse legume diminui minha gula”, diz Adriana Afonso, 27 anos, de Brasília. Por que funciona: a textura firme da cenoura exige mesmo que você mastigue, mastigue, mastigue... Com isso, o cérebro entende que uma boa quantidade de alimento está sendo ingerida. Além disso, comendo devagar, você consome menos comida nos 20 minutos que seu organismo leva para “desligar” a fome.

Jantar
Peito de peru
“Colocar peito de peru no sanduíche mata minha fome mais rápido”, diz Ana Claudia Rizo, 28 anos, de Uberlândia (MG). Por que funciona: além de proteína, o peito de peru tem um pouco de gordura (mesmo o light), que, durante a digestão, estimula o corpo a produzir um hormônio, a colescistocinina, que corta a gula. É isso mesmo: para emagrecer a gente precisa de gordura, de boa qualidade, é claro, e não mais do que 10% das calorias diárias.

Tofu
“Gosto do tofu geladinho com cheiro-verde e shoyu. É leve e me ajuda a comer menos no jantar”, conta Helena Cardoso, 40 anos, de Goiânia. Por que funciona: esse queijinho (de soja) carrega apenas 40 calorias em 100 gramas, e pode entrar à vontade no seu prato, dando volume à refeição. A dose de proteína, apesar de pouco, também ajuda a domar a fome.

Folhas verdes
“No jantar, devoro um prato grandão de folhas verdes com tomate e pepino. Depois, como uma fruta e pronto: me sinto bem alimentada”, diz Márcia Queiroz, 27 anos, de São Paulo. Por que funciona: campeãs de fibras, as folhas exigem muita mastigação – ninguém engole uma saladona sem trabalhar muito com os dentes. E a mastigação é um mecanismo fundamental para o cérebro avisar a hora certa de você parar de comer.

Agora você já sabe que alimentos deve dar preferência nas três principais refeições do dia, cuidando também da saúde!
( Posted in:

LEGISLATIVO GAÚCHO aprova LOA 2013

Deputados aprovam LOA 2013 

Com relatoria do Deputado Marlon Santos, a votação foi unânime
Os deputados aprovaram na sessão plenária desta terça-feira (28) a proposta orçamentária do Estado para 2013 ( (PL 227 2012). Para o relator da matéria, deputado Marlon Santos (PDT), esta é uma data histórica para o Legislativo pelas modificações introduzidas na LOA oriunda do Governo do Estado, que alocou, pela primeira vez, os recursos para a saúde, da ordem de 12%, como manda a Constituição.

O parlamentar relatou do Projeto de Lei 227/2012 que estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício econômico-financeiro de 2013. Até o final deste mês o projeto vai à sanção do governador Tarso Genro.

O que foi aprovado:

Orçamento total: R$ 45,2 bilhões;

Receita Corrente Líquida: R$ 27,5 bilhões;

Receita Líquida de Impostos e Transferências: R$ 22,48 bilhões.

Projeção da Despesa: (Adm. Direta, Autarquias e Fundações)

Despesas correntes: R$ 41,2 bilhões / (Pessoal e Encargos: R$ 17, 7 bilhões);

Despesas de Capital: R$ 3, 7 bilhões;

Reserva Orçamentária: R$ 288 milhões.

Serviço da dívida c/União / Juros e Amortização: R$ 2,8 bilhões. Distribuição das dotações: (Por áreas da Administração Pública) Infraestrutura: R$ 1,5 bilhão, correspondente a 6,6 % do total das áreas;

Econômica: 1,06 bilhão, correspondente a 4,7 % do total das áreas;

Administrativa: R$ 9,54 bilhões, correspondente a 41,7 % do total das áreas;

Social: R$ 10,8 bilhões, correspondente a 47,0 % do total das áreas;

Demais Poderes, Ministério Público e Defensoria Pública: R$ 3,9 bilhões, correspondente a 8,7 do total geral.

Encargos Financeiros do Estado: R$ 10,74 bilhões, correspondente a 23,7% do total geral. Reserva Orçamentária: R$ 287 milhões, correspondente a 0,6% do total geral.

Despesas Intra-orçamentárias (Duplo registro contábil): R$ 7,34 bilhões, correspondente a 16,2% do total geral.

Total do PLOA 2013: R$ 45.253.553.597,00
(*Colaboração: Ari Santos Filho - Pelotas de Portas Abertas)

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Impacto das Postagens

          Infelizmente hoje em dia muitas pessoas usam os programas que são sociais (as redes sociais), não só para postar o que desejam, mas também para ridicularizar uma pessoa que no momento estão com raiva ou nem mesmo conhecem, vêem uma foto que a pessoa tirou e com programas de manipulação de imagens, elas fazem montagens onde desqualificam a moral do individuo. Outra maneira que usam é ridicularizando as pessoas pelo que elas digitam.
          Mas aquele que se sentiu ofendido pela postagem, pode ir a uma delegacia e fazer um B.O.(Boletim de Ocorrência) contra o autor, pois está sofrendo o crime de injúria.
          O Cap. V do Título I da Parte Especial do Código Penal Brasileiro trata “Dos Crimes Contra a Honra”. Em tal Cap. temos a presença de três modalidades de crimes que violam a honra, seja ela objetiva ou subjetiva: a Calúnia (art. 138), a Difamação (art. 139) e a Injúria (art. 140). A difamação, por sua vez,  consiste em atribuir à alguém fato determinado ofensivo à sua reputação. Assim, se “A” diz que “B” foi trabalhar embriagado semana passada, constitui crime de difamação.   A injúria, de outro lado, consiste em atribuir à alguém qualidade negativa, que ofenda sua dignidade ou decoro. Assim, se “A” chama “B” de ladrão, imbecil etc., constitui crime de injúria.
 
Calúnia
Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:
Pena - detenção, de seis (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.
§ 1º - Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.
§ 2º - É punível a calúnia contra os mortos.


Exceção da verdade
§ 3º - Admite-se a prova da verdade, salvo:
I - se, constituindo o fato imputado crime de ação privada, o ofendido não foi condenado por sentença irrecorrível;
II - se o fato é imputado a qualquer das pessoas indicadas no nº I do art. 141;
III - se do crime imputado, embora de ação pública, o ofendido foi absolvido por sentença
irrecorrível.


Difamação

Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação
Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa.
Exceção da verdade
Parágrafo único - A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.

Injúria

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
§ 1º - O juiz pode deixar de aplicar a pena:
I - quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;
II - no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.
§ 2º - Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio
empregado, se considerem aviltantes:
Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa, além da pena correspondente à violência.

Disposições comuns
Art. 141 - As penas cominadas neste Capítulo aumentam-se de um terço, se qualquer dos crimes é cometido:
I - contra o Presidente da República, ou contra chefe de governo estrangeiro;
II - contra funcionário público, em razão de suas funções;
III - na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria.


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

CONFIRMADO: Felipão é o novo técnico da Seleção Brasileira

O anúncio oficial do presidente da CBF, José Maria Marín, será amanhã (29/11/12). Porém, como antecipou o jornal Estado de S. Paulo na manhã desta quarta-feira, o novo técnico da Seleção Brasileira é Luiz Felipe Scolari.

Restavam apenas alguns detalhes para a definição do nome de Felipão. O principal deles é a chegada de um diretor técnico de peso após o pedido de demissão de Andrés Sanches, antigo diretor de seleções, cargo agora extinto. Os nomes mais cotados para assumir a nova função são os do tetracampeão Carlos Alberto Parreira e de José Carlos Brunoro, com passagens pelo comando de Palmeiras e Corinthians, entre outros clubes.

Retorno após dez anos

A chegada de Felipão marca seu retorno ao comando da Amarelinha após dez anos. Sua última partida foi a final da Copa do Mundo de 2002, no Estádio de Yokohama, no Japão, quando o Brasil sagrou-se pentacampeão mundial, em 2 a 0 sobre a Alemanha.

À época o treinador também assumiu a Seleção no meio do processo de preparação para o Mundial. Diferente de hoje, contudo, na ocasião o país ainda precisava garantir sua classificação para o torneio, feito só alcançado na última partida das Eliminatórias, em 3 a 0 contra a Venezuela.

Em 24 partidas no comando do time canarinho, Felipão venceu 18 - sendo sete delas na Copa -, empatou uma e perdeu cinco, totalizando um aproveitamento de 76,3%.

Fracos trabalhos recentes

Após a vitória na terra do sol nascente, porém, o desempenho de Scolari ficou aquém do status conquistado com o penta. O treinador foi comandar a Seleção portuguesa, onde ficou até 2008. Comandando os lusos, Felipão foi vice da Eurocopa de 2004, disputada em solo português e quarto colocado da Copa de 2006.

Contratado pelo poderoso Chelsea depois da eliminação nas quartas de final da Euro 2008, o gaúcho não se entendeu com as estrelas do time, como o meia Frank Lampard e o atacante Didier Drogba, e acabou caindo antes do encerramento da temporada. Em seguida, comandou o Bunyodkor, do Uzbequistão, onde venceu um campeonato nacional.

De volta ao Brasil em junho de 2010, o técnico assumiu o Palmeiras, onde já havia trabalhado. Grande crítico da qualidade do elenco palmeirense atritou-se com alguns jogadores e, apesar da Copa do Brasil erguida na metade de 2012, foi demitido em setembro, sendo considerado hoje um dos responsáveis pelo rebaixamento da equipe no Campeonato Brasileiro.

Histórico

Se a carreira de Felipão entrou em baixa depois do penta e principalmente desde sua saída de Portugal, seu nome foi alçado ao posto de melhor técnico do Brasil pelos excelentes trabalhos com os times do Grêmio e do Palmeiras na década de 1990.

Treinador desde 1982, quando comandou o CSA-AL, seu último clube como jogador, na conquista do Campeonato Alagoano, Scolari apareceu no cenário de treinadores ao vencer a Copa do Brasil de 1991 com o Criciúma.

Em 1993, o técnico foi para o Grêmio, por onde passara em 1987. No comando da grande equipe tricolor de Jardel e Paulo Nunes, erguer a Copa Libertadores da América de 1995 e o Brasileirão do ano seguinte.

No Palmeiras entre 1997 e 2000, repetiu o título da Libertadores, em 1999. Também conquistou uma Copa Mercosul e o Torneio Rio-São Paulo de 2000. Após rápida passagem pelo Cruzeiro, chegou à Seleção.

Na década de 80 Felipão foi treinador do G.E.Brasil, tendo ao seu lado o fiél escudeiro Mortosa. Neste mesmo período era professor de Educação Física no Escola Estadual Dom João Braga.

Os seres humanos mais cruéis da história


Uma pequena lista contendo os dez seres humanos mais perversos da história. Esse ranking pode variar de acordo com o ponto de vista de cada pessoa, alguns podem discordar um pouco, desejando inclusive que outros nomes aparecessem nessa classificação. Crianças perversas não aparecem nessa lista pelo simples fato de serem, de longe, inofensivas se comparadas ou colocadas ao lado desses adultos que marcaram a história, de forma triste e extremamente negativa.

10. Delphine LaLaurie

Delphine LaLaurie
Lalaurie era uma sádica socialite que vivia em Nova Orleans. Sua casa era uma câmara de horrores. Em 10 de abril de 1834, um incêndio na cozinha da mansão fez com que os bombeiros encontrassem dois escravos acorrentados ao fogão. Eles pareciam ter iniciado o incêndio de propósito, a fim de atrair a atenção. Os bombeiros foram conduzidos por outros escravos até o sótão, onde a verdadeira surpresa estava localizada. Mais de uma dúzia de escravos desfigurados e mutilados estavam algemados nas paredes e no piso. Vários serviram de cobaia para terríveis experimentos médicos. Um homem parecia fazer parte de alguma forma bizarra de mudança de sexo, uma mulher foi presa em uma gaiola pequena com seus membros quebrados e seus olhos reposicionados, para que se assemelhassem aos de um caranguejo. Outra mulher com pernas e braços removidos, e com manchas pela pele, que havia sido cortada com movimentos circulares para se assemelhar a uma lagarta. Alguns tinham suas bocas costuradas, e consequentemente morreram de fome, enquanto outros tiveram suas mãos costuradas em diferentes partes de seus corpos. A maioria foi encontrada morta, porém alguns estavam vivos e implorando para serem mortos, para se livrarem da dor. Lalaurie fugiu antes que pudesse ser levada à justiça – que nunca conseguiu pega-la.

9. Ilse Koch

Ilse Koch
Conhecida como a “cadela de Buchenwald” por causa de sua crueldade sádica com os presos, Ilse Koch foi casada com outro nazista perverso que serviu na SS, Karl Otto Koch. Depravada, desumana e o descaso pela vida eram sua marca registrada. Ela costumava vagar pelos campos de concentração nua, com um chicote, e se alguém ousasse olhar para ela, pelo menos por um instante, era morto. A acusação mais infame contra Ilse Koch foi de que ela tinha escolhido presos com tatuagens interessantes para serem mortos, para que suas peles pudessem ser utilizadas na fabricação de abajures para sua casa (embora, infelizmente, não há evidências que comprovem que esses abajures realmente existiram). Depois da guerra, foi presa e passou um tempo na prisão por acusações diferentes, eventualmente acabou se enforcando em sua cela em 1967, aparentemente consumida pela culpa.

8. Shirō Ishii

Shirō Ishii
Ishii foi microbiologista e tenente-general da Unidade 731, uma unidade de guerra biológica do exército imperial japonês durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa. Ele nasceu na antiga Vila Shibayama, no Distrito de Sanbu, na Prefeitura de Chiba, estudou medicina na Universidade Imperial de Kyoto. Em 1932, iniciou seus experimentos preliminares em guerra biológica como um projeto secreto para os militares japoneses. Em 1936, a Unidade 731 foi formada. Ishii construiu um enorme quartel – mais de 150 edifícios ao longo de seis quilômetros quadrados – fora da cidade de Harbin, na China.
Algumas das numerosas atrocidades cometidas por Ishii, e outros sob o seu comando na Unidade 731, incluem: a vivissecção de pessoas vivas (incluindo mulheres grávidas que foram impregnadas pelos médicos), os presos tiveram membros amputados e recolocados em outras partes do corpo, alguns prisioneiros tiveram partes de seus corpos congelados e descongelados para estudar a gangrena resultante não tratada. Os seres humanos também foram utilizados como cobaias em testes de granadas e lança-chamas. Os presos foram injetados com a inoculação de uma doença, disfarçadas em forma de vacinas, para estudar seus efeitos. Também para estudar os efeitos de doenças venéreas não tratadas, presos do sexo masculino e feminino foram deliberadamente infectados com sífilis e gonorreia através de estupro, após isso eram feitas análises e acompanhamento da evolução da doença.
Tendo sido concedida imunidade pelas autoridades de ocupação americanas no final da guerra, Ishii nunca passou um dia sequer na prisão, morreu com 67 anos de idade, de câncer na garganta.

7. Ivan IV da Rússia

Ivan IV da Rússia
Ivan IV da Rússia, também conhecido como Ivan, o Terrível, foi o grão-duque de Moscou, 1533-1547, e foi o primeiro governante da Rússia a assumir o título de Czar. Em 1570, Ivan estava com a convicção de que a elite da cidade de Novgorod planejava desertar para a Polónia, e liderou um exército com o objetivo de detê-los, em 2 de janeiro. Os soldados de Ivan construíram muros em torno do perímetro da cidade, a fim de evitar que as pessoas da cidade escapassem. Entre 500 e 1.000 pessoas foram recolhidas todos os dias pelas tropas, em seguida eram torturadas e mortas na frente de Ivan e do seu filho. Em 1581, Ivan agrediu sua nora, que estava grávida, por ela estar usando roupas consideradas indecentes, causando um aborto. Seu filho, também chamado Ivan, ao saber disso, se envolveu em uma calorosa discussão com seu pai, no meio da briga Ivan acabou atingindo seu filho na cabeça com a ponta do seu cajado, causando a morte dele (acidental).

6. Oliver Cromwell

Oliver Cromwell
A conquista da Irlanda Cromwellian (1649-1653) refere-se à reconquista da Irlanda pelas forças do Parlamento Inglês, liderados por Oliver Cromwell, durante a Guerra dos Três Reinos. A consequência dessa conquista (a fim de deslocar a autoridade Católica) foi de 200.000 mortes de civis relacionadas à guerra de fome e doenças, e 50 mil irlandeses sendo levados como escravos. Cromwell considerou os católicos como heréticos, para ele a conquista irlandesa era uma cruzada moderna. A amargura causada pela resolução de Cromwell gerou uma poderosa fonte de nacionalismo irlandês a partir do século 17. Ele morreu em 1658, e foi tão odiado que, em 1661, foi exumado da sepultura para receber uma execução póstuma – seu corpo foi pendurado em correntes no Tyburn, posteriormente foi desmembrado e seus restos mortais jogados em um poço, sua cabeça ficou sendo exibida no Westminster Hall durante 24 anos.

5. Jiang Qing

Jiang Qing
Jiang Qing era a esposa de Mao Tse-tung, o ditador comunista da China. Através de manobras inteligentes, ela conseguiu chegar ao mais alto cargo de poder dentro do partido comunista (longe de ser presidente). Acredita-se que ela era a principal força motriz por trás da Revolução Cultural da China (da qual ela era vice-diretora). Durante a Revolução Cultural, a atividade econômica foi praticamente interrompida, inúmeros edifícios antigos, artefatos, antiguidades, livros e pinturas foram destruídos pela Guarda Vermelha. Os 10 anos da Revolução Cultural pararam também o sistema virtual de ensino, muitos intelectuais foram enviados para os campos de prisioneiros. Milhões de pessoas na China, alegadamente, tinham seus direitos humanos anulados durante a Revolução Cultural. Outros milhões também foram deslocados à força. As estimativas do número de mortos – civis e guardas vermelhos – a partir de várias fontes ocidentais e orientais são de cerca de 500 mil nos anos de extremo caos, (1966-1969), mas algumas estimativas apontam que o número de mortos pode chegar a 3 milhões, com 36 milhões de pessoas sendo perseguidas.

4. Pol Pot

Pol Pot
Pol Pot foi o líder do Khmer Vermelho e Primeiro-Ministro do Camboja, de 1976 a 1979, tendo sido líder de fato desde meados de 1975. Durante seu tempo no poder, Pol Pot impôs uma versão extrema do comunismo agrário onde todos os moradores da cidade foram deslocados para o interior para trabalharem em fazendas coletivas e projetos de trabalho forçado. O efeito combinado do trabalho escravo, desnutrição, má assistência médica e execuções estimasse ter matado cerca de 2 milhões de cambojanos (aproximadamente um terço da população). Seu regime alcançou notoriedade especial ao destacar todos os intelectuais e outros “inimigos burgueses” por assassinato. O Khmer Vermelho cometeu execuções em massa em locais conhecidos como campos de extermínio. Os executados eram enterrados em valas comuns. A fim de poupar munição, as execuções eram muitas vezes realizadas com martelos, cabos de machado, pás ou varas de bambu afiadas.

3. Heinrich Himmler

Heinrich Himmler
www.buscape.com.br
Heinrich Himmler, o arquiteto do Holocausto e da solução final, é considerado o maior assassino em massa da história, por alguns (embora seja realmente Josef Stalin). O holocausto não teria acontecido se não fosse por este homem. Ele tentou criar uma raça mestre de aparência nórdica, da raça ariana. Seus planos para a pureza racial foram extintos por vaidade de Hitler na tomada de decisões militares precipitadas, que em determinado momento deixou de ouvir seus generais, fazendo com que a guerra acabasse prematuramente. Himmler foi capturado após a guerra. Ele tentou sem sucesso negociar asilo com o Ocidente, e ficou realmente chocado ao ser tratado como um criminoso na época de sua captura. Ele cometeu suicídio engolindo uma cápsula de cianeto que tinha guardado.

2. Adolf Hitler

Adolf Hitler
Adolf Hitler foi nomeado chanceler da Alemanha, em 1933, tornando-se “Führer” em 1934 até seu suicídio em 1945. Até o final da segunda guerra mundial, as políticas de conquista territorial e subjugação racial de Hitler trouxeram morte e destruição a dezenas de milhões de pessoas, incluindo o genocídio de cerca de seis milhões de judeus, no que hoje é conhecido como o Holocausto. Em 30 de Abril de 1945, depois do intenso combate rua a rua, quando as tropas soviéticas foram vistas dentro de um ou dois quarteirões da Chancelaria do Reich, Hitler cometeu suicídio, atirando em si mesmo, enquanto simultaneamente mordia uma cápsula de cianeto. Hitler ocupa uma posição a frente de Himmler nessa lista apenas pelo fato de que ele era a única pessoa capaz de evitar que as políticas de Himmler fossem implantadas.

1. Josef Stalin

Josef Stalin
Stalin foi secretário-geral do Partido Comunista do Comitê Central da União Soviética, a partir de 1922 até sua morte, em 1953. Sob a liderança de Stalin, a Ucrânia sofreu de fome (Holodomor) tão grande que é considerado por muitos como um ato de genocídio por parte do governo de Stalin. As estimativas do número de mortes variam de 2.5 a 10 milhões. A fome foi causada por decisões diretas políticas e administrativas. Além da fome, Stalin ordenou a eliminação na União Soviética de qualquer pessoa considerada inimiga do Estado. No total, as estimativas do número de assassinados sob o reinado de Stalin gira em torno de 10 a 60 milhões.
(fonte: geeksninja.blogspot.com)